sms-marketing-desculpasSim, mesmo que a maioria das empresas saibam que estamos todos, em todo o mundo, com as nossas cabeças abaixadas e os nossos olhos voltados para a tela de nossos dispositivos móveis, ainda sim, ao menos aqui no Brasil, muitas dessas empresas simplesmente não dão a mínima atenção ao assunto sms marketing.

Não importa se estamos apenas verificando a nossa caixa postal ou olhando postagens em redes sociais, o que importa é que estamos com os nossos aparelhos a grande maioria do tempo, ou seja, dando a qualquer que seja a empresa, uma enorme chance de comunicação direta conosco.

Além disso, em relação a muitos outros canais de comunicação, tanto o custo com mensagens sms, quanto o risco de envio como um modo de engajar clientes são baixos.

De acordo com a nossa experiência e observação, relacionamos ao menos 8 “desculpas” que as empresas costumam usar quando decidem por não usar o sms como ferramenta de marketing. Nesse artigo trataremos das 4 primeiras.

1. Achar que estão enviado SPAM

Assim como acontece com as listas de e-mail, muitas empresas preferem comprar listas com números de telefones. Se a a empresa está realmente preocupada com o envio de SPAM (mensagens para números de pessoas que não autorizaram o envio), a melhor maneira de lidar com as listas é criando-as e nesse artigo você pode aprender um pouco sobre como criar e aumentar a sua lista de telefones.

Criar uma lista pode parecer e realmente ser trabalhoso, mas nada como começar e num determinado ponto perceber estar se comunicando com pessoas realmente interessadas em seus produtos ou serviços. Claro que a comunicação vai ser bem melhor, assim como as chances de conversão.

Se ter medo de enviar SPAM faz parte das “desculpas” da sua sua empresa, comece a planejar agora um jeito de criar a sua própria lista inteiramente Opt-in e mãos a obra.

2. Achar que mensagens SMS são “chatas”

Nesse item, quando usamos a palavra “chatas”, analisamos um sms, que é apenas uma mensagem de texto de até 160 caracteres (a não ser que você opte por uma mensagem mms), em comparação com a comunicação feitas em outros canais, nos quais podemos usar imagens, vídeos, etc.

Bem, se você acha que mensagens apenas com texto são “chatas”, então experimente enviar à sua lista Opt-in (isso tem relação com o item anterior), que possui aqueles clientes já engajados com a sua comunicação e que se sentem (e devem realmente ser) tratados de forma diferenciada, um desconto de 15% em um dos seus produtos e nos conte depois se essa mensagem, mesmo sem a presença de elementos com apelos visuais, surtiu algum efeito.

3. A dificuldade em medir os resultados

Se você tem essa preocupação… relaxe. Campanhas sms são fáceis de mensurar, seja via a plataforma de envio que você vier a usar, seja via, por exemplo, Google Analytics ou outras ferramentas de estatísticas. Imagine que você, via seu site que possui versão mobile, claro…,  lançou uma campanha via sms e quer saber quantos visitas ele recebeu ou quanto foi vendido a partir da campanha. A ferramenta de envio pode mostrar, por exemplo, quem leu ou quem clicou em um link na mensagem, etc. Uma ferramenta como o Google Analytics pode rastrear todo o caminho feito por um usuário e determinar se uma conversão (nesse caso uma venda) foi originada da mensagem sms, etc.

4. Ter outras prioridades

Ok, não tem problema. Se essas outras prioridades estão relacionadas com o uso de outros canais, então saiba que nos EUA, por exemplo, 8 entre 10 varejistas já estão com mais de 30% do tráfego de seus websites sendo originados via sms.   Então… o que você está esperando?

Até a parte 2!

Image courtesy of Stuart Miles at FreeDigitalPhotos.net