Talvez você nunca tenha se perguntado qual é a “melhor” maneira de escrever um sms. Muita gente deve pensar simplesmente: basta inserir uma oferta e pronto…

Pode até ser que funcione, mas existem alguns elementos que podem facilitar muito a tomada de decisão do destinatário. Vamos conhece-los nesses dois artigos.

Os elementos são:

1. Tamanho da mensagem;
2. Identificação (quem é o remetente?);
3. Oferta;
4. Opção de saída;
5. Links;
6. Números de telefone e;
7. Personalização.

Nessa primeira parte do artigo falaremos apenas dos três primeiros:

1. Tamanho da mensagem

Em 1985, Friedhelm Hillebrand era o presidente da Global System for Mobile Communications (GSM) e recebeu a tarefa de determinar a quantidade de caracteres que um sms deveria ter.

Para chegar nos 160 caracteres que usamos até os dias atuais, ele usou dois métodos, na verdade, fez duas observações.

Uma primeira relacionada a quantidade de caracteres presentes em uma série de cartões postais que ele havia recebido até aquele ponto da sua vida, com a constatação de que a quantidade média era 150. A segunda relacionada a quantidade de caracteres usada nas mensagens via Telex (embora nesse dispositivo não houvesse limite de caracteres), constatando uma média por volta de 160.

Friedhelm decidiu então ser 160 a quantidade ideal de caracteres em um sms. A fim de respeitar as escolhas dele, o nosso conselho é para que você procure trabalhar dentro desse limite, não somente por ser o limite em si, mas também porque mensagens com mais de 160 caracteres são automaticamente divididas em duas para que sejam totalmente entregues aos destinatários.

Um outro ponto importante é que nos casos em que as mensagens são divididas em duas, geralmente a segunda parte chega antes da primeira, o que certamente provocará uma verdadeira bagunça na cabeça do seu (talvez) futuro cliente.


2. Identificação (quem é o remetente?)

O que podemos considerar como um erro primário no conteúdo de um sms é o fato de as empresas não identificarem a si próprias na mensagem. Como assim? Isso mesmo. Eis que, de repente, você recebe uma mensagem com uma oferta de uma queima de estoque

qualquer e pela qual até se interessa, mas o remetente desastrosamente esquece de identificar-se.

Se não houver na mensagem uma outra forma (como o link para um site ou um telefone de atendimento por exemplo) de descobrir quem é o remetente… então… mensagem inteiramente desperdiçada!


3. Oferta

Nesse item está praticamente “a chave”, “o segredo” de um sms capaz de gerar resultado e que é: comece a mensagem com uma oferta.

Na parte 2 do artigo trataremos dos demais itens.