Nos dias atuais, a velocidade através da qual nos movemos como consumidores é muito rápida. Seja fisicamente ou, principalmente, através das “4 principais telas” (TV, computadores pessoais, telefones e tablets), é praticamente impossível para uma marca, saber onde estaremos. Pior que isso é ainda constatar que, em cada uma dessas telas, estamos nos movendo constantemente, por exemplo, entre diversos sites ou entre diversos aplicativos, etc.

Então a principal pergunta que as marcas precisam fazer é: como me mantenho em contato com a minha audiência durante a jornada de compra da mesma? Um processo de compra atualmente pode começar por uma busca realizada no seu notebook, passando pela extensão dessa busca algumas horas depois em qualquer outro lugar através do se celular e pode se concretizar outras horas depois no conforto da sua casa em seu tablet. Todo o processo anterior poderia também ter sido iniciado como consequência de um anúncio de TV… por quê não?

Voltando a nossa pergunta (como me mantenho em contato com a minha audiência durante a jornada de compra da mesma?), se você não sabe a resposta, não se preocupe, muitas outras marcas não sabem também. Não sabemos se o que diremos a seguir é um consolo ou mais um complicador para a nossa pergunta, mas é imperativo que sua marca trabalha para alcançar três objetivos: ser presente, ser acionável e ser relevante através de uma já expandida variedade de telas, plataformas e pontos de contato, ambos… digitais e físicos. Imenso desafio, concordam?

A tal responsividade pode ser o conjunto das tarefas contidas nas seguintes palavras: Velocidade, Flexibilidade, Fluidez e Contexto. Façamos uma pausa para um alerta: não confunda a responsividade que está sendo aqui abordada com a que diz respeito a um website funcionar bem nos diversos dispositivos móveis, além de desktops, etc., ou da capacidade de uma marca responder rapidamente a uma pergunta, sugestão ou crítica qualquer numa rede social.

Para darmos um exemplo prático, citemos a Delta Airlines que usa e proximidade e outros fatores contextuais para entregar informação personalizada e alerta aos passageiros com a intenção principal de “alimenta-los” com a informação de que precisam, no exato momento em que precisam. Com esse tipo de ação a Delta cria uma relação mais “profunda” com os clientes, seja através do aplicativo ou do website da marca. Além disso, a companhia possui uma grande presença nas mídias sociais (Twitter principalmente..), resolvendo problemas pontuais de qualquer que seja o passageiro.

Por fim, a responsividade está diretamente ligada na ajuda aos consumidores, ajuda essa que cria o que podemos chamar de momento da lealdade, fundamental para os atuais consumidores da sua marca e para os que ainda não a haviam considerado como fornecedora. Com base nos conceitos anteriores, quando mais responsiva for a sua marca, melhores serão as chances de alcançar os consumidores que você deseja.